2 de março de 2016
0
||||| 1 |||||
4200

Frango de Academia Era o Cara Franzino! “Era”! Isso Mesmo, no Passado. Hoje É Você que Pode Ser Um Deles.

©rangizzz/Shutterstock

Toda tribo ou grupo de pessoas sempre terá apelidos, nomenclaturas engraçadas e suas particularidades. Isso também acontece, claro, em academias.

Selecionamos a expressão “frango de academia” justamente para explicar o significado atual e também colaborar com aqueles que desejam iniciar suas atividades físicas, mas têm algum receio de ser classificados assim logo que colocar os pés em uma academia pela primeira vez.

Originalmente o “frango de academia” era realmente o cara franzino, magrelo ou com pouca massa muscular. Era o iniciante. Aquele cara sem prática ou com total desconhecimento sobre os aparelhos. Alguns malas-sem-alça também se viam no direito de chamar os novatos ou menores e mais fracos de “frango” – talvez apenas para mostrar que atingiu os resultados que o “frango” ainda demoraria para atingir.

Mas vamos lá! Se você é magro e quer começar a frequentar uma academia, pode ir se matricular. Primeiro porque geneticamente você está favorecido e, além disso, poderá ter um corpo esteticamente muito bonito e definido antes do que pensa.

Já o “frango de academia” acabou tendo uma variação interessante. Hoje em dia essa expressão está diretamente associada ao comportamento e, ser frango ou não, depende muito mais da atitude do que da forma física. Não acredita??? Sem problema, a gente explica. Olha aí:

Ser FRANGO é:

  • Se achar a última bolacha do pacote.,
  • Paquerar todas as mulheres da academia, inclusive as casadas.,
  • Pensar que academia é o seu salão de beleza.,
  • Não treinar as pernas.,
  • Ir à academia porque está na moda.,
  • Ficar o tempo todo no celular.,
  • Usar os aparelhos eternamente e atrapalhar quem realmente precisa usar.,
  • Gritar e urrar quando faz os exercícios para chamar atenção.,
  • Treinar com cargas pesadas e não aguentar nem a metade dessas cargas.,
  • Executar (quase sempre) os movimentos errados.,
  • Puxar conversas justamente com aqueles que estão bem no meio do treino.

Além do acima, há também uma característica marcante no “frango” já formado. Esse tem um andar característico: aquele com os braços abertos, parecendo que está com as axilas em chamas.

Saiba que todas as academias têm os seus frangos. É inevitável e eles não estão em extinção. O que eles não entendem é que a maioria dos frequentadores está lá com objetivos e metas. Além disso, vale dizer que, hoje em dia, exercitar-se não é mais um sacrifício e todos podem contar com estruturas modernas, atividades físicas bastante diferentes e professores excelentes e altamente qualificados.

Com exceção do “frango de academia”, não se pode negar todos os benefícios inerentes à pratica de atividades físicas – e não são poucos – eles vão desde a melhora da disposição para o seu dia a dia, aumento da auto-estima e, certamente, podem deixar você mais feliz e autoconfiante em todas as partes da sua vida, sem esquecer de mencionar que o bom condicionamento físico traz também inúmeros benefícios à saúde.

“Frangão”, essa mensagem é para você: pare de ser o mala-sem-alça da academia. Divirta-se, mas também faça os exercícios. Afinal, isso só o fará melhor. Você está esperando o que para mudar?

Compartilhar:
Tags:

Sobre body.mag

body.mag

Aqui na redação da body.mag somos loucos por pesquisar e transformar esse conhecimento em informação relevante para você. O nosso dia a dia também é corrido, mas nunca abrimos mão do bem-estar e qualidade de vida. É assim, com esse pensamento, que trabalhamos para transformar a vida das pessoas. Apesar de sermos antenados, sempre queremos ouvir as sugestões dos nossos leitores, afinal, a body.mag é feita para você!

  • Email

Adicionar comentário

Quer dar a sua opinião sobre a matéria, tirar uma dúvida ou colaborar com o tema? Envie seu comentário para a gente! Fique atento, pois os campos “Nome” e “E-mail” são obrigatórios (mas o seu e-mail não será publicado no comentário!).*