12 de abril de 2018
0
||||| 0 |||||
403

Quer Ganhar Músculos, Faça Sexo!

@Marina Svetlova/Shutterstock

Deu curiosidade? Eu explico!

Ao praticar atividade sexual com regularidade, estimulamos a produção endógena (natural do próprio corpo) de testosterona. Tanto em homens quanto mulheres. A testosterona auxilia no ganho de massa muscular e na diminuição da porcentagem de gordura.

A testosterona é responsável por ajudar esportistas a ganhar mais músculos e ajuda na recuperação mais rápida dos exercícios.

Outros hormônios, como o hormônio do crescimento, o fator de crescimento semelhante à insulina (IGF-1) e a hCG também desempenham um papel importante na recuperação e ganhos em tamanho e força (para não mencionar seu humor e vida sexual).

Aumentar seus níveis de hormônio para os números ótimos envolve equilibrar seu estilo de vida, aperfeiçoando sua nutrição e o treinamento na intensidade certa. Muito estresse nas atividades do dia a dia pode liberar mais hormônios catabólicos (como o cortisol), que quebram o músculo e tornam difícil construir o físico que você deseja.

Então, como dito no começo desse texto, fazer sexo estimula a produção de testosterona que vai estimular sua produção de músculos e melhora de composição corporal, além de potencializar sua libido.

A melhora de compleição física também melhora a autoestima e autoimagem, além da disposição. O que leva a melhor qualidade da vida sexual em si. Logo entramos num ciclo vicioso do bem, fazer mais sexo produz mais testosterona, que melhora o físico e estimula a vida sexual, e assim sucessivamente.

Nossa melhor evidência identifica o exercício regular, a boa noite de sono e a abundância de sexo como nossas melhores apostas no aumento do nosso hormônio de construção muscular.

Compartilhar:
Tags:

Sobre Dr Bruno Bandeira de Mello

Dr Bruno Bandeira de Mello

Medicina do Esporte | Nutrologia | Performance | Emagrecimento | Saúde | Med. Integrativa

  • Instagram
  • Email

Adicionar comentário

Quer dar a sua opinião sobre a matéria, tirar uma dúvida ou colaborar com o tema? Envie seu comentário para a gente! Fique atento, pois os campos “Nome” e “E-mail” são obrigatórios (mas o seu e-mail não será publicado no comentário!).*