6 de abril de 2018
0
||||| 0 |||||
226

Os 7 Benefícios do Pilates na Terceira Idade

@liderina/Shutterstock

Com o passar dos anos, é natural a ocorrência de perda de massa óssea e muscular, que trazem consigo dores e fraquezas em nosso corpo, características comuns do envelhecimento. Não é de hoje que as pessoas da terceira idade vêm buscando se manter mais ativas e cuidando cada vez mais da saúde e do corpo, pois os exercícios físicos tornam possível a chegada a esta fase com qualidade de vida e bem-estar. Dentre estes exercícios, o Pilates tem ganhado cada vez mais adeptos idosos devido a seus inúmeros benefícios.

Pensando nisso, a Fisioterapeuta, especialista em Pilates e pós-graduanda em Osteopatia, Gabriela Fendi, explica que este método, criado por Joseph Pilates com o objetivo de corrigir posturas inadequadas, restaurar a vitalidade física, desenvolver um corpo uniforme e vigorar a mente e o espírito.

Gabriela explica que os princípios básicos do Pilates são a concentração, a respiração, a estabilização/centralização, o controle, a precisão e a fluidez.

“Os exercícios trabalham força, flexibilidade e consciência corporal com movimentos coordenados com a respiração, com o foco na qualidade de execução e não na quantidade de repetições”

Gabriela Fendi

Ao praticar, é possível torna-se notáveis o ganho de força, a melhora da flexibilidade, a diminuição de dores nas costas e a melhora da postura. A prática auxilia ainda na manutenção da pressão arterial, no equilíbrio da calcificação óssea e no controle do peso corporal.

Segundo a Fisioterapeuta, é difícil falar em exercícios de Pilates específicos somente para idosos. O Pilates trabalha de forma direcionada às limitações de cada indivíduo de forma direcionada, ampliando a gama de movimentos e proporcionando gestos mais eficientes e estáveis. Diante disso, Gabriela procurou listar os 7 principais benefícios do Pilates para a terceira idade:

Redução das dores

Na terceira idade, é comum que o indivíduo sinta dores nas articulações e isso acontece devido ao fato de que com o tempo os ossos e as cartilagens tendem a se desgastar, comprometendo as estruturas do local que consequentemente geram dores. “Ao praticar exercícios de Pilates, movimentamos o corpo todo e trabalhamos inúmeras articulações de uma só vez garantindo, desta forma, uma melhor estabilidade articular fazendo com que as dores desaparecem”, explica Gabriela.

Aumento da flexibilidade

A flexibilidade é um dos principais ganhos adquiridos pelo indivíduo na prática do Pilates. “Esta flexibilidade é garantida através de alongamentos musculares e alinhamentos posturais que realinham e tonificam o corpo constantemente”, acrescenta.

Melhora da atenção

O Pilates exige concentração durante a prática, pois é necessário entender os movimentos que são propostos para realiza-los corretamente e saber identificar quais locais do corpo estão sendo trabalhados, tornando o praticante mais atento às respostas corporais e levando-o a adquirir uma melhor consciência corporal.

Aumenta o equilíbrio

O equilíbrio do corpo, com o passar dos anos, acaba reduzindo e deixando a pessoa mais propensa a quedas. Isso acontece por diferentes motivos ao longo dos anos, dentre eles a perda de força e as alterações articulares e posturais, que mudam o centro de gravidade levando consigo a estabilidade corporal.

Fortalece o corpo

Com o passar do tempo o corpo torna-se cada vez mais frágil e vulnerável por perda de tecidos, principalmente como a massa muscular, tendendo a enfraquecer. Em atividades físicas que envolvam o fortalecimento muscular, como o Pilates, levam o indivíduo ao fortalecimento corporal, proporcionando ganho energético e disposição para realizar as tarefas do dia a dia.

Evita doenças e reabilita as patologias já existentes

As patologias começam a aparecer no decorrer dos anos e podem acometer diversas regiões do corpo causando dores e fadiga. Por trabalhar o corpo todo o Pilates auxilia na prevenção do surgimento dessas doenças e até mesmo na manutenção das regiões acometidas, garantindo uma melhora do condicionamento físico.

Corrige a postura

As articulações e o corpo como um todo muda, criando a tendência de alterações nas curvaturas da coluna vertebral gerando então as más posturas. Durante a prática dos exercícios de Pilates, músculos estruturais, indispensáveis para a sustentação do esqueleto são ativados, trabalhando diretamente a postura e garantindo consciência corporal.

Compartilhar:
Tags:

Sobre Gabriela Fendi

Gabriela Fendi

Formada em fisioterapia em 2014 pelo CEUNSP. Curso de formação em Pilates pela Voll Group - 2013,pós-graduanda em osteopatia pela EOM - início em 2016 - Proprietária do Espaço Vida Ativa (clínica de fisioterapia e Pilates localizada em Itu/SP)

  • Instagram
  • Email

Adicionar comentário

Quer dar a sua opinião sobre a matéria, tirar uma dúvida ou colaborar com o tema? Envie seu comentário para a gente! Fique atento, pois os campos “Nome” e “E-mail” são obrigatórios (mas o seu e-mail não será publicado no comentário!).*