18 de novembro de 2015
0
||||| 0 |||||
1023

Fernanda Venturini em Cima de uma Bicicleta Competindo no L’Étape? Veja a entrevista!

Divulgação

Quem resolveu também pular para dentro do L’Étape Brasil foi a nossa supercampeã de vôlei, Fernanda Venturini!

Após uma carreira mais do que vitoriosa – e com muitos sacrifícios físicos – ela está se preparando para ir a Cunha, para testar seus limites.

Fernanda bateu um papo muito à vontade com body.mag , o que foi excelente para ficarmos por dentro de como anda a sua vida… ao que parece, movimentada como sempre!

body.mag – Fernanda, talvez quem conheça você melhor não esteja surpreso mas, para muitos que a conhecem como musa do nosso Vôlei, a ideia de vê-la competindo sobre uma bicicleta é surpreendente. Esta é uma atividade física que você já tem intimidade há algum tempo ou o L’Étape Brasil disparou esse interesse?

 

Fernanda – Então… eu pedalo tem uns 4 anos. Por eu ter sequelas sérias do vôlei que é uma hérnia cervical e os joelhos com uma condromalacia em estado avançado, não posso abusar da atividade física. Claro que adoraria estar inteira pra poder até competir, mas não é o caso dessa vez… além de tudo tenho uma inflamação nos metatarsos devido à uma operação de joanetes que estou tratando. Muuuito pra poder chegar bem no L’Étape! Você deve ter desanimado com isso, rs!

body.mag – Desanimado? Eu fico é impressionado com seu pique! Até porque o L’Étape Brasil é uma prova bastante puxada, exigindo um preparo físico bastante razoável e o domínio de técnicas mais específicas. Como está sendo o treinamento para a prova? E a dieta, teve que ser alterada?

 

Fernanda – Meu físico está permitindo que eu treine mais do que o habitual. Na minha cabeça vou fazer o “L’E” e alguém faz o “tape” pra mim, rs! Estou me alimentando de acordo com o que tenho treinado. Como não consegui ir a Cunha, converso com amigos que foram e, vendo a audiometria, dá pra ver o quão difícil será a prova. Então, vou tentar fazer o máximo que eu conseguir no dia.

body.mag – E com relação ao seu equipamento para a prova? Qual será?

 

Fernanda – Minha bike hoje é pra ter conforto ao pedalar. É uma Specialized Roubaix com câmbio eletrônico e freio a disco… tudo de bom na descida e conforto nos buracos que, aqui onde pedalamos, tem muitos. Antes eu tinha uma Tarmac S Works – que era mais veloz -, mas pros meus problemas prefiro essa: perco em algumas coisas, mas ganho em conforto.

68864721d2c1f81a276ed87b64d7d7cd

body.mag – Depois de tantos anos de experiência em grandes competições, ainda bate aquela ansiedade antes de uma prova como o L’Étape?

 

Fernanda – Vai bater porque será apenas a segunda prova que vou fazer. Fizemos o Grand Fono de Colnago três anos atrás e eu estava começando. Foi com uma bike alugada e hoje é bem diferente… e essa distância longa nunca fiz! Por isso será um desafio mas, antes de tudo, penso na minha saúde. Não adianta eu me acabar e passar o resto do ano na fisioterapia. Essa consciência eu tenho!

body.mag – Você é muito competitiva? Vai para a prova com objetivos de vitória ou de boa colocação, ou trata-se de uma experiência?

 

Fernanda – Quem me dera poder brigar pela vitória! Essa palavra não faz mais parte do meu vocabulário, não! Vitória só nossa filha, rs! Agora vou fazer o melhor que eu puder como sempre fiz na minha carreira como jogadora e como faço em tudo que me meto fazer.

body.mag – Por falar nisso, além de treinar para a prova, existe também a “mãe Fernanda” e a “empresária Venturini”, não é? Como que isso tudo é conciliado?

 

Fernanda – Hoje tenho uma Academia Fórmula em Ribeirão Preto e, graças à minha sócia Leandra e a Deus, é um sucesso! Vou sempre pra lá e aproveito pra ver minha mãe, irmão e adoro a cidade. No restante, ainda cuido da agenda do Bernardo, que é uma loucura, conciliando tudo com a Teresa, minha secretária de anos, e duas babás que me ajudam no fim de semana e aí dá pra fazer tudo. Segunda, quarta e sexta sou mãe-babá e terça, quinta e no fim de semana treino bike. Faço também 2 aulas por semana de Funcional com o Fisioterapeuta Duda que me ajuda muito!

body.mag – Muito obrigado pelo papo, Fernanda!!!

Compartilhar:
Tags:

Sobre body.mag

body.mag

Aqui na redação da body.mag somos loucos por pesquisar e transformar esse conhecimento em informação relevante para você. O nosso dia a dia também é corrido, mas nunca abrimos mão do bem-estar e qualidade de vida. É assim, com esse pensamento, que trabalhamos para transformar a vida das pessoas. Apesar de sermos antenados, sempre queremos ouvir as sugestões dos nossos leitores, afinal, a body.mag é feita para você!

  • Email

Adicionar comentário

Quer dar a sua opinião sobre a matéria, tirar uma dúvida ou colaborar com o tema? Envie seu comentário para a gente! Fique atento, pois os campos “Nome” e “E-mail” são obrigatórios (mas o seu e-mail não será publicado no comentário!).*